Aroma ajuda identificar portadores de doença sexualmente transmissível


É possível saber se algum homem é portador de doença sexualmente transmissível apenas pelo olfato. É o que afirma estudo russo publicado na revista Journal of Sexual Medicine.
Na pesquisa, as mulheres classificaram o cheiro masculino de homens que estavam com gonorreia como mais desagradáveis do que os que não estavam infectados.
Para os pesquisadores, isso ocorre porque o odor do corpo masculino é alterado como reação do sistema imunológico à gonorreia. Já a habilidade feminina de "detectar" os homens com a doença, na opinião deles, se deve por um mecanismo evolucionário para evitar um parceiro de risco.
O estudo coletou o suor da axila de 34 homens russos, com idade entre 17 e 25 anos. Treze deles estavam infectados com a doença sexualmente transmissível, 16 eram saudáveis e cinco já haviam tido a doença no passado, mas já estavam curados.
Os homens usaram camisetas com almofadas de algodão nas axilas por uma hora e depois o algodão foi colocado em um frasco de vidro.
Os pesquisadores pediram a 18 mulheres saudáveis para cheirar e classificar o aroma mais desagradável e descrevê-lo como podre, floral, vegetal, amadeirado, menta e cítrico.
As mulheres classificaram 50% dos homens infectados com gonorreia como com aroma podre, enquanto o mesmo termo só foi escolhido para 32% dos homens não infectados.
O aroma floral foi presente em 26% dos homens saudáveis, enquanto apenas 10% dos homens com gonorreia ganharam a mesma classificação.
Para os pesquisadores, o estudo destaca o papel crucial do sistema imunológico no odor, mas isso não significa que os homens infectados com doenças sexualmente transmissíveis sejam menos atraentes por isso.

http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/2011/12/20/aroma-ajuda-identificar-portadores-de-doenca-sexualmente-transmissivel.jhtm

Nenhum comentário:

Postar um comentário